quinta-feira, 18 de novembro de 2010


CAVALOS LOUCOS

Quando fostes embora acabou
para mim, o que chamamos de vida.
Fiquei só, aqui, com a mente perdida,
sem nada, meu mundo desmoronou.

Agora, já nem sei mais o que sou,
mas, vou levando tudo de vencida.
Minh’alma continua seduzida,
por tudo aquilo que pra trás ficou.

Meus pensamentos são cavalos loucos,
em disparada no rumo do poente,
deixando-me aturdido como poucos.

Não sou capaz de viver normalmente,
somente caminho em frente, e tampouco,
quero andar nesta estrada novamente.

Marco Orsi

2 comentários:

  1. MAIS UMA MARAVILHOSA POESIA DO POETA QUERIDO

    ResponderExcluir
  2. Lembrei-me de Nay,
    ao ler este soneto.
    Ela foi embora muito cedo! :(

    ResponderExcluir