terça-feira, 16 de novembro de 2010


LABIRINTOS DA PAIXÃO

Poderia começar te dizendo
que os meus pensamentos ,
neste insano momento,
ainda lembram dos olhos teus.
Estes mesmos olhos que hoje distantes,
provavelmente, achem insignificante,
pensar na imagem dos meus....

Talvez nem lembres do meu amor
e nem tampouco do calor,
que sentias quando eu te abraçava.
Mas, isso agora, não ajudará,
e nem mesmo mudará
meu sentir tristonho,
o qual me vem quando sonho
que os braços meus,
ainda envolvem, o corpo teu.

Agora, nossas almas podem parecer,
estarem muito distantes,
para que possamos perceber,
que por breves instantes,
elas transitam em comunhão,
pelos labirintos da paixão.
Embora nossos corpos
estejam separados,
continuam apaixonados,
e nossas almas, juntas estão.

Tantas vezes, perambulo,
pelas trilhas da imaginação,
querendo acreditar na ilusão
de que os nossos pensamentos,
sejam comuns neste momento.
E também, que os nossos corações
batam em perfeita sintonia,
dentro da mesma harmonia,
e sentindo as mesmas emoções.

Marco Orsi

Um comentário:

  1. SEMPRE ME ENCANTA SUA POESIA ADORO VIR AQUI NO SEU CANTINHO DE POESIAS

    ResponderExcluir